segunda-feira, 12 de abril de 2010

Há algo dentro aqui.


Acordei com o sol embutido em meu peito, algo mais forte quer brilhar dentro de mim. Muito mais forte que as minhas indecisões, decepções e ilusões. A realidade foi feita pra ser vivida, sempre iremos nos deparar com algo novo, e assim a nossa realidade é construída entre 'erros e acertos' o importante é não falhar!
Acordei com a garganta cheia de insetos, tão sujos quanto as palavras que pretendem sair de sua boca, palavras tão indefesas como eles, os pequenos insetos, porém venenosos!
Acordei com o poder de perdoar algo imperdoável por isso me torno ainda mais forte porque sou capaz de fazer algo 'quase impossível'. Medos de insetos não têm! Talvez tenha certo receio pelo seu veneno, mas quem sabe esse veneno possa ser algo que me atrai? Não vou evitar o inevitável, sou capaz de fazer tudo acontecer novamente.
Acordei suja de sangue, com os pés amarrados, com a boca amordaçada, mas ainda sinto algo muito relevante, aquilo que me faz sentir, sorrir, chorar e perdoar! Ainda posso senti-lo com clareza, os meus olhos ainda enxergam as minhas mãos ainda têm movimento.
O som daquele órgão me apavora, o que ainda faz ai dentro? Se tudo que queria era mesmo que parasse de me chatear com esse som, porque ainda insiste ser apertado, baqueado, torturado? Não cansa de sofrer? Porque é resistente ao veneno dos insetos?
Pare de me chatear com esse som, meus ouvidos pertencem a você, minha boca diz o que você sente, minha pele é reflexo da sua qualidade de vida.

Acordei com a batida patética do meu coração.

3 comentários:

Kássio. disse...

(y), bom tb ;DD
se for voce mesmo que escreve isso,
escreve muito bem tá ;DD
beijos&beijos

Letícia de Paula disse...

HAHAHAHAH' mas é claro que sou eu né Kássio
conta o meu dia,me amarrro!
As vezes eu mesmo me surpeendo com que escrevo ;z
Obrigada Kássio,bom saber que tem me visitado por aqui!
;*

Kássio. disse...

;D, estarei por aqui sempre agora :DD